Governo de Goiás

Secretaria de Cultura

Procure o que você precisa:
Sexta, 01 de Agosto de 2014
Notícias
CCON recebe exposição “Múltiplo Leminski”
27/11/2013 10h13 - Atualizado em 27/11/2013 10h31

Maior exposição já feita sobre o artista curitibano entra em cartaz no Centro Cultural Oscar Niemeye. Programação prevê visitas guiadas, show e intervenções urbanas

 

Nessa quinta-feira, 29, a mostra itinerante “Múltiplo Leminski” entra em cartaz no Museu de Arte Contemporânea do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), em Goiânia, com entrada franca. Realizada por meio do Programa Petrobras Cultural, a exposição já recebeu quase 300 mil pessoas. Começou em Curitiba, no Paraná, e passa pelas regiões Centro-Oeste e Nordeste com a missão de aproximar e compartilhar a vida e obra do multiartista curitibano Paulo Leminski (1944-1989) com o público brasileiro. Em 2014, a Mostra também será levada para Recife, em Pernambuco.

“É a primeira vez que vai acontecer uma exposição sobre o Leminski nestas regiões. Com a itinerância, a exposição se tornou um grande instrumento de divulgação e ampliação do conhecimento sobre a vida e obra do artista. E paralelamente, a publicação dos livros e outras ações em torno do nome dele também trazem outros desdobramentos”, observa Aurea Leminski, filha de Paulo Leminski, que divide a curadoria coletiva da exposição com a irmã, Estrela, e com a mãe, a poeta Alice Ruiz. A produção da mostra é realizada pela WhoIs Produções.

Neste ano, a nova área de Circulação de Exposições criada dentro da seleção pública do Programa Petrobras Cultural contemplou o Múltiplo Leminski com um projeto para exibir a mostra nas duas capitais. O objetivo da Petrobras é incentivar a formação de público, as cadeias produtivas e revigorar os espaços que vão receber as obras. Por isso, a Petrobras vai destinar mais de R$ 4 milhões a oito projetos de exposições que irão circular, até 2015, em destinos que incluem sempre um estado das regiões Norte ou Nordeste.

 

quadro azul com desenho de óculos

O escritor curitibano apresenta uma produção extensa, plural e absolutamente relevante para a cultura brasileira, que abrange não só a literatura – arte que experimentou profundamente - mas outras inúmeras linguagens artísticas. A proposta da mostra é justamente revelar o multiartista, abrangendo todas as suas realizações e também sua intimidade. Por isso, a exposição foi estruturada em nichos de acordo com as áreas de atuação do artista, reprodução de locais de trabalho e obras específicas.

 

“Para alguns Leminski era, principalmente, um poeta. Mas, além de grande poeta, é bom lembrar que ele foi: um pensador de cultura, haikaísta, tradutor, biógrafo, jornalista de imprensa escrita e televisionada, ensaísta, contista, romancista, autor de experimentações verbais e visuais, ‘polemista’, roteirista de histórias em quadrinhos, judoca, professor, publicitário, compositor. E, em tudo isso, ele era inovador”, resume Alice Ruiz.

 

Todas as facetas de Leminski - O visitante vai encontrar a mostra em Goiânia dividida em 17 espaços: ‘Linha da Vida e Obra’, ‘Poesia’, Música’, ‘Prosa’, ‘Catatau’, ‘Tradução’, ‘Biografia’, ‘HQs’, ‘Haikaista e Judoca’, ‘Publicidade’, ‘Jornalista’, ‘Professor’, ‘Escritório’ e ‘Biblioteca’. Neste último, encontram-se os livros do acervo pessoal do poeta. Em tempo, a ambientação e cenografia da exposição são assinadas pelo experiente designer Miguel Paladino, que buscou construir uma estética poética que pudesse condensar informações fundamentais para o entendimento sobre a vida, obra e processo criativo de Leminski.

 

Em ‘Leminski on the Road’, pode ser conferido o registro das exposições anteriores sobre o artista, enquanto que em ‘Convivência’ estão reunidas as fotografias de Dico Kremer e grafites inspirados na obra de Leminski. Já no espaço ‘Infanto-Juvenil’ há muitas atividades lúdicas. Leminski escreveu dois livros voltados para os pequenos: "Guerra dentro da gente" e "A lua foi ao cinema". Do primeiro livro, foi feita a animação Belowars, que está na mostra. As crianças vão se divertir, ainda, com as músicas de "Pirlimpimpim", um disco gravado por Guilherme Arantes, com músicas dele e letras de Leminski. A mais conhecida é "Xixi nas Estrelas”.

 

Ainda para as crianças, a curadoria coletiva da mostra elaborou a revista “Tio Lema” que será entregue para o público infanto-juvenil do Múltiplo Leminski. No conteúdo, atividades próprias do universo infantil como ‘caça-palavras’ e ‘desvende enigma’. “Mas no caso do Tio Lema, elas vão trabalhar com temática do Leminski para que tenham contato e despertem o interesse pela obra dele e também pela literatura em geral”, explica Aurea Leminski.

 

Todos os objetos originais presentes na exposição, mais de mil peças, pertencem ao acervo particular da família: a máquina de escrever, livros escritos e traduzidos por ele, obras que faziam parte da biblioteca particular entre elas dicionários em várias línguas, revistas, fotos, cadernos, recortes de jornais, entrevistas, cartas, poesias escritas em guardanapos, originais manuscritos e datilografados, histórias em quadrinhos, vídeos. O vasto repertório como letrista e compositor está representado por capas de LPs, CDs e fitas cassetes. Tudo está distribuído em inúmeros espaços cênicos e complementado por pinturas, painéis, vitrines e reproduções de grafites feitas pelos artistas locais.

 

Assim como o MON, o Centro Cultural, em Goiânia, também foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o que para a adaptação da exposição, na visão da curadoria coletiva, é fantástico. “Principalmente pela familiaridade entre os espaços, bem amplos. Em Goiânia encontramos um local que tem condições de receber exposições nacionais e internacionais, que inspira arte e cultura e tem à frente uma equipe comprometida em realizar projetos de grande expressividade”, reconhece Aurea Leminski.

 

Programação - Por onde passa, a exposição promove uma série de ações paralelas com o intuito de envolver a cidade com a obra múltipla de Leminski. Em Goiânia, serão realizadas visitas monitoradas com as curadoras da mostra; intervenções urbanas, como grafites em espaços públicos; oficinas educativas, mostras audiovisuais e o show “Essa Noite Vai Ter Sol”, que a cada edição convida artistas que foram parceiros de Leminski na música ou mesmo se identificam com a obra do artista.

 

O show da exposição em Goiânia está marcado para acontecer no dia 8 de março de 2014, no Palácio da Música, uma das melhores estruturas de show na cidade. No repertório, estão previstas composições inéditas e consagradas de Paulo Leminski. Responsável pela divulgação da obra musical do pai, Estrela Leminski é quem responde pela interpretação e direção do show “Essa Noite Vai Ter Sol”.

 

 entrada do centro cultural oscar niemeyer

 

Exposição Múltiplo Leminski
Centro Cultural Oscar Niemeyer – Museu de Arte Contemporânea (Av. Dep. Jamel Cecílio Quadra Gleba, Lote 01, nº 4.490 - Setor Fazenda Gameleira). Telefone: 62 3201-4905/4901.
De 29 de novembro de 2013 a 09 de março de 2014; das 10h às 16h.
Entrada: gratuita

 

Mais informações: 

http://www.multiploleminski.com.br/ 

https://www.facebook.com/multiploleminski

http://www.flickr.com/photos/multiploleminski/

Pça. Dr. Pedro Ludovico Teixeira, No. 26, Centro, Goiânia-GO, CEP: 74003010

© Copyright 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento